22 de jun de 2014

SUPER GTS – Sendo beneficiado pela chuva, NAG-R HSV-010 vence GT500 em Le Mans


No dia 21/06, às 21h30 (horário de Brasília), foi realizado no épico Circuit de la Sarthe, o "The 2 Hours of Le Mans", também nomeado como "GTS All Stars III". Na GT500, o topo ficou novamente com o #3 NAG-R HSV-010 de Nick Nagano. Enquanto que na GT300, o primeiro lugar foi de Lucas Furlan, com o new car #5 FURLAN POWER IS350.



A corrida começou inesperadamente ao ser anunciado que Roberto Denner, o pole position da GT500, não pôde comparecer devido ao limite excedido das vagas. Devido a isso, a corrida ficou na mão de Junior "JR" Tavares (#82 LOVERZITO POWER HSV-010), Nick Nagano (#3 NAG-R HSV-010), Otto Wilson (#99 TOTALSPORT NISMO GT-R) e Gabriel Vieira (#27 Scallop SteelSeries HSV-010), então os principais favoritos da terceira edição do GTS All Stars, dentro do lendário circuito das 24 Horas de Le Mans reais.

Um começo de corrida sensacional para os meninos da GT500. Após a largada lançada, houveram vários erros que beneficiaram muitos dos pilotos vindos lá da ponta, como Gilberto (#9 NoBreaks Z), reserva que teve a chance de garantir uma vaga, lutou até a Arnage pela primeira posição quando recuperou o primeiro lugar do #27 Scallop HSV-010. Desprovido da habilidade contra os mais experientes, teve a primeira posição tomada por Nick Nagano após a Porsche Curves, tendo se manter na segunda posição, em pouco tempo decaiu para a quinta colocação. Otto e JR foram à busca de Nick Nagano, que já abrirá uma certa diferença pela volta 2.


Gabriel Vieira também conseguiu recuperar de seu erro inicial e tentou acompanhar os líderes. Jiffy Betha, estreando no campeonato com seu #28 JiffySpeed NISSAN Z, veio logo atrás em disputa com Anderson da Silva, do #4 Lightning McQueen SC430, pelo quarto lugar.

A corrida foi pega de surpresa na volta 6, onde começou a chover sem trégua, inundando completamente a pista e deixando os pilotos cegos de curvas. Alguns apelaram pelo então drift para contentar-se em chegar a tempo no pit para trocar pelo set de pneus de chuva. Nesta brincadeira, a formação da corrida passou a se tornar em favor de Otto Wilson, do #99 TOTALSPORT NISMO GT-R.


O primeiro lugar, com gosto de garantido até o fim para o GT-R de Otto Wilson, acabou em abandono inesperado na volta 11. Este resultado deixa a F&C TOTALSPORT RACING dependente de resultados inexpressivos dos concorrentes na classificação das equipes, se ela quiser ser campeã. Com o abandono de Otto, Nick Nagano assumiu a primeira colocação com o NAG-R HSV-010 e sem alterações no turno da noite. 

Enquanto Nagano se distanciava cada vez mais, JR e Gabriel trocavam tintas de seus carros pela segunda posição por mais da metade da corrida. Depois que a chuva assolou o chão de Le Mans novamente, quem se saiu melhor no fim, foi Gabriel. No entanto, o piloto foi advertido de punições por ter se envolvido em incidentes de saída errada pelo pit e manobra imprudente que acabou prejudicando o desempenho de JR até certo momento na corrida. Apesar de ter chegado em segundo, JR ganhou mais pontos que ele. Nick Nagano dispara na classificação com 36 após esta vitória em Le Mans.

Anderson da Silva gosta mesmo de "andar de 4". O homemgalinhagato mantém seu selo Max Chilton de conseguir a proeza de terminar todas as corridas, até aqui, em quarto lugar com seu SC430 numero #4! De quebra, na "Home of quattro". O que será que lhe acontece no Round4? Quarta etapa do SUPER GTS?


Nick Nagano / #3 NAG-R HSV-010, vencedor da GT500 – "Gostei demais da corrida, não só por eu ter vencido, mas pela adrenalina que a chuva causou. Foi muito imprevisível a pista ficar completamente molhada de uma hora pra outra, o carro ficou patinando e tive que apelar pelo freio de mão (em alguns trechos, pelo drift) até chegar aos boxes para colocar pneus de chuva. Foi muito legal a briga no início, e principalmente a briga minha contra o JR e o Otto, antes dele abandonar. Uma pena pra ele e pra F&C, mais sorte na próxima. Feliz pela minha vitória nessa pista que é uma das minhas favoritas e mais ainda pelos meus 20 pontos que me colocaram de volta na liderança. Estou desapontado com o desempenho do meu companheiro nesta corrida, Julio Morosky, mais eu agradeço por ele ter quebrado o galho em ter participado no lugar do Alexandre Sombra, o reserva original. Vamos com tudo pra Suzuka."

Gabriel Vieira / #27 Scallop SteelSeries HSV-010, segundo lugar na GT500 – "Poderia ter ganho se eu não tivesse desperdiçado aquela chance no comecinho da corrida. Apesar de tudo, minha estratégia feita no final da corrida de colocar pneus de chuva antes que ocorresse o fato deu certo e consegui um segundo lugar que ficou ameaçado pelo Junior, que mesmo com muito lastro, me deu um trabalho bonito e assim como todos fizeram uma excelente corrida. Uma pena o Otto ter caído. E peço desculpas ao Junior por um toque totalmente involuntário. Bati na parede e tentei ajeitar o carro e ele não correspondeu corretamente. Mas pelo que vi, não me favoreceu em nenhum momento. Parabéns ao Nagano, Junior, Lucas e ao Gian pelos desempenhos. Até a próxima."

Junior "JR" Tavares / #82 LOVERZITO POWER HSV-010, terceiro lugar na GT500 – "Véy, fiz umas alterações de freio e altura no carro que surtiu efeito negativo para a prova. Logo na largada notei meu carro muito, mas muito diferente de como estava pra qualificação, claro, mexi no carro e não me acostumei com ele, Ôo burrice. Mas mesmo assim, o setup pra corrida em ritmo de seco foi bom, em condições de seco, conseguia ser em média 2 segundos mais rápido por volta que os ponteiros. Mas a CHUVA acabou comigo, putz 100% de água na superfície no GT é de lascar, ainda mais eu com carro baixo e aumentei a sensibilidade freio (viu Furlan) kkk... No geral consegui até fazer alguma coisa, estava 2 minutos atrás do Zé (Nagano) e consegui tirar muita coisa, se não fosse os BUGS da chuva que me deu uma DOR DE CABEÇA medonha, literalmente, a corrida tinha tudo pra ser linda. Parabéns a todos e vamos pra próxima."

Nenhum comentário:

Postar um comentário